CONTACT US 

Smith & Associates
Phone: 1-999-SmithCo

Fax: 314-873-3800
Email: smith@smith.com

 

Our main office is on

55 West Street, Suite 2650, Arlington, VA 
 

 

ricardo dias

 

*

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Resumo Curricular
  • Médico Dentista inscrito na Ordem dos Médicos Dentistas com a cédula profissional nº 5448;
  • Licenciado em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) em 2006;
  • Pós-graduado em Reabilitação Oral Protética pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra em 2009;
  • Doutorado em Ciências da Saúde, Ramo de Medicina Dentária, especialidade de Prótese Dentária e Oclusão, disciplina de Oclusão, pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, em 2015;
  • Assistente Convidado de Prostodôncia Fixa do Mestrado Integrado em Medicina Dentária e da Pós-graduação em Reabilitação Oral Protética da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
  • Cofundador e Secretário Adjunto da Sociedade Portuguesa de Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial desde 2015;
  • Membro da ITI - International Team for Implantology
  • Membro da AACD - American Academy of Cosmetic Dentistry
  • Autor e Co-autor de vários trabalhos científicos apresentados em Congressos Nacionais e Internacionais

Sábado, 19 Março - Auditório 1 - 9h00

Duração: 30 minutos

 

 

 

«Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial: perspetiva ontológica»

 

É um principio universalmente aceite que a abordagem das Disfunções da Articulação Temporomandibular (DTM) e da Dor Orofacial se deve basear num diagnóstico preciso. No entanto, e até à atualidade, a comunidade científica ainda não forneceu os meios e orientações necessárias para atingir este objetivo.

 

Porque o diagnóstico é uma afirmação sobre algo, a exigência mínima para o obter seria a determinação exacta da causa da patologia presente. E no seu decurso estabelecer um plano de abordagem com uma relação de custo-eficácia favorável. Ao longo das últimas décadas, a perspetiva sobre a qual assenta este ideal de abordagem clínica tem vindo a mudar. O estudo e compreensão das patologias numa base ontológica tem orientado esta necessidade.  Alterações às abordagens existentes têm vindo a ser sugeridas e implementadas nas diversas áreas da saúde.

 

A abordagem ontológica da Disfunção Temporomandibular e da Dor Orofacial marcou igualmente a necessidade de estudo, compreensão e estabelecimentos de consensos nos processos de diagnóstico, taxonomia, classificação e abordagem.

 

Nesta apresentação o autor esclarecerá as implicações da ontologia na interpretação e abordagem clínica das DTM e dor orofacial.

 

Lisboa 2016

«Dor Orofacial e Disfunção Temporomandibular: O Futuro»

«Orofacial Pain and Temporomandibular Disorders: The Future»

 

 

 

 

Sociedade Portuguesa de Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial © 2016, todos os direitos reservados